segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Vida plena e meio ambiente- Assembleia da CBB (19 a 25 de janeiro na cidade de Niterói – RJ)

Os Batistas Brasileiros num esforço de contribuição na sensibilização para o cuidado e conservação do meio ambiente lança para o ano de 2011 a campanha: “Vida plena e meio ambiente”. Como ação educativa ofereceu aos convencionais da 91ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira bolsa e crachá ecológicos. A bolsa poderá e deverá ser usada, posteriormente ao seu uso com materiais do evento, para compras, reduzindo assim o uso de sacolas plásticas de supermercado. Quando a mesma não servir mais para esse fim poderá ser enterrada, tendo sua composição efetivada em dois meses. Já o crachá poderá ser plantado, pois em sua composição em papel reciclado contém sementes.


Experiência com o crachá semente:
24 de janeiro- plantio


Acompanharei o desenvolvimento dos exemplares da planta cujas sementes estão inseridas no papel reciclado em que foi confeccionado o crachá. Postarei as fotos para acompanhamento também dos seguidores.


Senhorinha





domingo, 23 de janeiro de 2011

Associação dos Educadores Cristãos Batistas do Brasil

Escrito por Redação    

 Qui, 20 de Janeiro de 2011 08:53

A professora Tânia Oliveira de Araújo foi eleita na última quarta para a Presidência da Associação dos Educadores Religiosos Batista do Brasil (AECBB), que realizou nos dias 18 e 19 o seu 25ª congresso.

A eleita é diretora do Departamento de Crescimento Cristão da Convenção Batista Mineira, além de estar muito envolvida com o Plano Diretor de Educação Religiosa Batista no Brasil (PDER).
O congresso, que aconteceu no templo da Igreja Batista em Icaraí, teve o tema “Educadores para um novo tempo”.
Nessa oportunidade, o pastor Ney Ladeia, da Igreja Batista Campunga (PE) trouxe uma reflexão baseada no trecho bíblico de Ester 4.14 sobre o conhecimento do Livro.
O pastor enfatizou a importância de se conhecer a palavra de Deus a fim de se ter um relacionamento profundo com o Senhor e outorgar forças para resistir ao pecado.
Ele também relatou a necessidade de muitas igrejas de terem líderes fortalecidos na Palavra para assim proclamarem a única verdade, que é Cristo.
Por fim, o preletor desejou coragem aos educadores. Ele afirmou que educar não é uma tarefa fácil, pois muitas pessoas desejam ouvir somente coisas agradáveis e convenientes para si e deixam de viver, verdadeiramente, os ensinamentos de Cristo.
Segundo o educador cristão Jorge Proença, da Primeira Igreja Batista em Alcântara, um evento como a assembleia é sempre um momento de reflexão, é um tempo para compartilhar as dificuldades do educador com o intuito de buscar novas estratégias de atuação que possibilitem um crescimento espiritual e uma integração maior do crente, tudo isso para o engrandecimento do Reino de Deus.
A ex-presidente da AECBB Suzana Elida do N. Farias declarou ter obtido avanços na associação, que aos poucos volta a se estruturar.
Suzana se despede da liderança da associação deixando um recado aos educadores: “Eu sugiro para todos os educadores do Brasil que se unam, conversem, se comuniquem para que possam fortalecer mutuamente. O tempo em que vivemos está relacionado à educação religiosa. É um novo tempo. E nós precisamos resgatar valores e trabalhar para que a Bíblia continue sendo o livro ensinado. E que continuemos a investir em educação”.

Fique ligado no Portal Batista para ficar bem informado sobre o que acontece na 91ª Assembleia da CBB.

Autorizamos a reprodução deste conteúdo única e exclusivamente se a fonte for citada como Convenção Batista Brasileira e com a inclusão do link para www.batistas.com (na internet).

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Primeiras mudanças de Dilma em seu gabinete presidencial

Leia no endereço abaixo:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/856996-biblia-e-crucifixo-sao-retirados-do-gabinete-de-dilma-no-planalto.shtml

João Victor Araripe disse...

Também tenho um blog de tênis => breakpointbrasil.blogspot.com/<= Se puder colaborar e retribuir o comentário agradeceria muito. Adorei seu blog então continuarei visitando diariamente. Também tenho twitter, se puder me seguir e me listar agradeceria muito.
Blog : breakpointbrasil.blogspot.com/ ( com quase 1000 seguidores )
Twitter : @breakpointbr ( com quase 2.500 seguidores )
Continue assim ! Abraço !


domingo, 9 de janeiro de 2011

Ele era o "bonequinho doce"

Ele foi meu sonho de infância. Na verdade meus dois sonhos primeiros foram escrever e desenhar. Coisas do tempo de criança quando a gente sem nenhuma preocupação viaja até o futuro e se vê nele como quem pode tudo. Isso aconteceu lá pelos idos, de talvez 69, não sei bem, porque naquela época não me interessava as datas,  meu mundo era cercado da natureza, com animais grandes e pequenos, adultos e filhotes. Tempo em que não me faltava nada porque tinha todos os que eu amava por perto: pai, mãe e irmãos.... e animais... e plantas... e rio corrente.  
Como chega para todos, me chegou também, lá na fazenda Beija-Flor, a literatura simbolizada pelo livro de Alaíde Lisboa “O bonequinho Doce”, a primeira história que vi na vida, escrita e ilustrada. Não tenho no meu mundo de lembranças infantis alguma que seja mais emocionante do que a de ter um livro nas mãos e poder decifrar os códigos da escrita e enxergar o colorido das imagens. E foi naquele momento que quis escrever histórias e ilustrá-las.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Vida Plena e Meio Ambiente




Este é o tema anual dos Batistas brasileiros, cuja divisa encontra-se em Romanos 8.21-22 que aponta para a redenção cósmica futura. A escolha do tema nos coloca em sintonia com a urgente causa da preservação da natureza que deve ser responsabilidade de todos, especialmente dos cristãos.

A Bíblia diz que “Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras de suas mãos” (Sal.19.1) e que “Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam” (Sal. 24.1). Contudo, sabemos que a desobediência humana trouxe consequências, também, a toda criação (Gen. 3.17-18). Por outro lado, o mundo moderno, pelo desenvolvimento tecnológico, traz, em contrapartida, mudanças profundas na vida da sociedade e no sistema ecológico do planeta, aumentando ainda mais, a nossa responsabilidade no cuidado com a criação divina.

Podemos concluir, a partir dos versos citados, que Deus é Criador. A natureza é obra das Suas mãos (Gen.1.1) e que, nas escrituras há uma preocupação divina com a natureza, instituindo o ano sabático (Ex.23.10), quando a terra teria seu período de descanso. Aprendemos também que o homem foi colocado como mordomo das coisas criadas. No Éden, o homem recebeu a responsabilidade de cuidar da natureza (Mordomia da Natureza). Neste aspecto, o homem não tem sido um bom mordomo, pois está no centro de toda essa devastação. Félix Guattari, criador da Análise Institucional e da Esquizoanálise, em seu livro: As Três Ecologias (Papirus) fala que precisamos nos voltar para a defesa de Três Ecologias:

Ecologia Ambiental – Que diz respeito ao cuidado que precisamos ter com o meio ambiente. Neste sentido, é urgente a conservação e o desenvolvimento sustentável de modo a conciliar progresso e respeito.

Ecologia Social – A ecologia das relações humanas. Precisamos resgatar o humano em nossas relações e assim diminuir, substancialmente a violência. O ser humano desenvolveu um tipo de sociedade antropocêntrica onde se autocoroou o "rei do universo". Age como se tudo o mais, em a natureza, girasse em torno de suas próprias necessidades e desejos. Vive em sociedade, mas comporta-se como único. A Ecologia Social trabalha na reconstrução das relações humanas em todos os níveis, esta só será possível quando a mente dos seres humanos estiver canalizada na busca de objetivos mais elevados. Valores estes que encontramos revelados na Palavra de Deus.

Ecologia Mental – A ecologia da subjetividade humana. Guattari destaca o quando o homem de hoje anda perdido na busca dos valores reais. Por este motivo, é levado pela uniformização da mídia, num processo de despersonalização, onde tudo se parece. O que ocorre aqui no Brasil acontece em todos os lugares num processo de massificação com a perda da subjetividade e a ditadura da padronização.

Como servos do Senhor Jesus e que dEle recebemos a Vida Plena, não podemos deixar de nos envolver nessa causa e buscar contribuir nos três níveis acima apresentados, sempre na dependência daquele que é criador de todas as coisas.

Pr. Wagno Alves Bragança