terça-feira, 25 de outubro de 2011

CAMPO MISSIONÁRIO PROMOVENDO MISSÕES

Neste mês de julho aproveitamos o material elaborado por nossos irmãos na revista infantil para desenvolver atividades no ministério infantil da igreja batista luz da vida em Conceição do Mato Dentro.

Somos um campo missionário e em nossa realidade dispomos de pouco recurso humano para trabalhar, mas graças a Deus temos feito um trabalho com muito carinho e temos visto os frutos.

Muitas crianças não tem a família toda ou nenhum dos pais integrados na igreja. Alguns choram e pedem aos pais que cheguem mais cedo no domingo para poderem ir ao culto no último domingo, que também foi o encerramento das atividades de Missões Estaduais, uma senhora, mãe de dois meninos que frequentam nossas atividades, foi ao culto pela primeira vez esta é uma das grandes vitórias, através das crianças os pais tem conhecido Jesus

Orem por nós, pois agora temos um novo desafio, a freqüência tem sido de mais de 15 crianças (vide foto), mudaremos para um novo local onde não teremos muito espaço para salas. Cremos também que Deus pode nos dar o terreno para construirmos nossa capela e termos salas para atendermos nossas crianças.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Congresso Nacional de Educação Cristã Batista

Temos o prazer e a honra de convidá-lo (a) para participar do congresso Nacional de Educação Religiosa, promovido pela Convenção Batista Mineira, Faculdade Batista de Minas Gerais – Teologia, AECBB (Associação dos Educadores Cristãos Batistas Brasileiros) e AECBMG – Associação dos Educadores Cristãos de Minas gerais.

Tema: “A Educação Religiosa, A Igreja e a Sociedade Contemporânea”.

Esta ação faz parte do plano de trabalho definido na última Assembléia Estadual (Betim) que integra objetivos propostos pela AECBB.
Sua participação é fundamental para contribuir na solidificação do PDER - CBB (Plano Diretor da Educação Religiosa da Convenção Batista Brasileira), entendendo a sua aplicabilidade nas igrejas e a atuação dos batistas neste mundo líquido.

PORQUE PARTICIPAR?

Para que você educador e líder possa perceber de forma clara e objetiva a atuação transformadora da igreja através da educação religiosa, em um mundo que busca valores permanentes. Ninguém melhor que você, educador batista, para dizer o que realmente a igreja necessita e como levá-la a atuar de forma transformadora na sociedade colocando em prática o Plano Diretor.

O QUE VOCÊ GANHA COM ISSO?

Melhoria dos serviços prestados à igreja e a comunidade batista, aproximando-os da realidade social e capacitando-se para atuar de forma integral na educação do cidadão batista.

DATA: 21 e 22 de outubro de 2011.
LOCAL: Auditório do Colégio Batista de Minas Gerais
ENDEREÇO: R: Varginha, 630 – Belo Horizonte MG.
HORÁRIO: 21 / 10 - 19:30 horas às 21:00 horas
22 / 10 - 8:00 horas às 18:00 horas

Tania Araújo - presidente da associação dos Educadores Cristãos Batistas do Brasil.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

...CONFLITOS DE GÊNERO E PODER

O DEBATE SOBRE A HISTÓRIA DAS ORIGENS DO TRABALHO BATISTA NO BRASIL
Uma análise das relações e dos conflitos de gênero e poder na Convenção Batista Brasileira dos anos 1960-1980.

Tese de doutorado de pastor batista discute gênero em profundidade
Tese do Pastor Alberto Kenji Yamabuchi - Igreja Batista em Vila Gerte em São Caetano do Sul-SP - Universidade Metodista de São Paulo.


 
veja a introdução do trabalho:
"Escrever sobre um tema polêmico, problemático e talvez ainda
comprometedor constitui-se um risco para qualquer autor. Ainda mais quando se
propõe a oferecer uma interpretação não tradicional do problema estudado, que leva
a conclusões que podem incomodar até agora os detentores masculinos do poder.
Essa é a condição desta tese, que analisou as relações e os conflitos de gênero e
poder observados durante o debate sobre as origens do trabalho batista no Brasil,
ocorrido entre os anos 1960-1980 no contexto da Convenção Batista Brasileira.
O debate sobre as origens do trabalho batista brasileiro, que ocupou o cenário
político da Convenção Brasileira daqueles anos, foi protagonizado por duas figuras
com representações sociais distintas: de um lado, o Pastor José dos Reis Pereira, líder
da Convenção Brasileira e do outro, a pesquisadora e jornalista, esposa de pastor
batista, Betty Antunes de Oliveira. Em 1969, a Convenção Brasileira decidiu em
assembléia pela tese de Reis Pereira, que foi, a partir daquele ano, considerada a
narrativa histórica oficial do início do trabalho dos batistas brasileiros.
Não obstante, a discussão sobre o acerto histórico do marco inicial do
trabalho batista permaneceu mesmo após a decisão daquela assembléia convencional
de 1969. Em 1982, porém, os batistas brasileiros privilegiaram a tese de Reis Pereira
quando estabeleceram de forma definitiva a data do marco inicial batista na
celebração do seu centenário no Brasil. Mas, em 2009, a Convenção Brasileira em
assembléia presidida por uma mulher, a vice-presidente Nancy Gonçalves Dusilek,
resolveu repensar a decisão de 1969 e substituiu a tese de Reis Pereira pela de Betty
Antunes de Oliveira, sua adversária no debate.
Quarenta anos foram necessários para que a Convenção Brasileira aceitasse a
validade da tese de Betty de Oliveira e das provas históricas e documentais que ela
apresentou durante as suas pesquisas. Por que isso não foi possível antes? Esta
pesquisa suspeita que Reis Pereira tenha vencido o debate naqueles anos não só por
conta de seu prestígio político na Convenção Brasileira ou pelo argumento
fundamentado na tradicional ideologia batista missionária que ele apresentou em
defesa da sua tese sobre o marco inicial do trabalho batista no Brasil: na verdade,
Reis Pereira envidou esforços para vencer o debate, porque o domínio masculino na
produção do conhecimento historiográfico batista havia sido desafiado por uma
mulher, esposa de pastor. Desse modo, conclui-se que o debate foi, na verdade, um
caso de sexismo, que visibilizou os conflitos de gênero e poder na Convenção
Brasileira dos anos 1960-1980."



O arquivo completo se encontra no endereço abaixo:

sábado, 9 de julho de 2011

Aloízio Penido: Igrejas devem consagrar mulheres sem retaliação

"Todas as vezes que tentamos interpretar a Palavra de Deus com radicalismo, erramos gravemente porque a Bíblia é um livro contemporâneo e, como tal, precisa ser interpretado à luz da contemporaneidade. A teologia é a mesma, não muda, mas a eclesiologia, os aspectos culturais, os costumes e até mesmo a liturgia devem receber uma nova roupagem e diferente compreensão em tempos diferentes. É isto que torna a Palavra de Deus viva."

Continue lendo no endereço abaixo:

terça-feira, 21 de junho de 2011

23 de junho dia do educador cristão batista?

A Associação dos Educadores Cristãos Batistas de Minas Gerais - AECBMG pouco a pouco institui  o 23 de junho como dia do Educador Religioso Batista Brasileiro.

A vice presidente Doriceia Alves colocou no site da convenção Batista Mineira uma homenagem aos educadores.
Veja no endereço abaixo:
Em 2009 já havia essa intenção por parte de alguns educadores, confome matéria pubicada em: http://senhorinhaglb.blogspot.com/2009_06_01_archive.html

quarta-feira, 1 de junho de 2011

segunda-feira, 30 de maio de 2011

kit anti-homofobia

Após a polêmica envolvendo o kit anti-homofobia, que foi proibido pela presidente Dilma Roussef na última semana, o ator Thiago Rodrigues afirmou, na manhã de segunda-feira, 30, que não gostou dos vídeos e que jamais deixaria seus filhos assistirem.

“Esse país está em indo num rumo esquisito demais... Eu assisti ao vídeo contra a homofobia e fiquei chocado! Um absurdo! Que me desculpem os xiitas. Eu não permitiria que meu filho assistisse àquilo. As crianças podem ser educadas de outras maneiras”, escreveu o ator, que é pai de um garoto de 11 anos, no microblog.

Dizendo-se tolerante, Thiago falou que as crianças devem aceitar e respeitar a todos. "Importante mesmo é educar as crianças para que aceitem e respeitem a todos. Mas o MEC devia investir nos professores! Educamos nós em casa, e os professores complementam essa educação! Esse vídeo não tem cabimento...", finalizou.

Retirada do endereço abaixo:


quarta-feira, 25 de maio de 2011

É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos

Escrito por Amarildo Reis Sáb, 21 de Maio de 2011 19:36

Está para ser aprovado pelo Congresso Nacional Brasileiro uma Lei inédita no Mundo, algo que destruirá a Constituição Brasileira e fará ressurgir no Brasil algo pior que a ditadura militar do Brasil, falo do PL 122, uma lei que impedirá o direito de expressão e reprimirá e punirá aqueles que são Cristão.

Não se assuste com essa introdução e com o título, mas esteja atento a fatos e acontecimentos na atualidade que acontecem no cenário político brasileiro, que não são divulgados claramente pela mídia, será o fim dos princípios genuínos defendidos pelos amantes da liberdade de expressão. Teremos uma classe com privilégios jamais vistos no cenário do direito mundial. Os juristas e seguimentos do direito em nossa sociedade estão cientes e coniventes com uma criação de uma Lei que anulará o principio da isonomia em nossa constituição.

O PL 122 é um flagrante inconstitucional e significa a implantação do totalitarismo e do terrorismo ideológico de Estado, com manifesta violação dos direitos à igualdade, à livre manifestação do pensamento, à inviolabilidade da liberdade de consciência e de crença, à não-discriminação por motivos de crença religiosa, convicção filosófica e política, e ao devido processo legal material ou substantivo (art. 5.º, caput, IV, VI, VIII, LIV, da Constituição).

Costuma-se dizer que direito é bom senso. E isso é inteiramente verdadeiro. Esse é um modo mais simples de afirmar que o direito é razão, isto é, deve ser racional, lógico, coerente. Uma norma jurídica ilógica, desarrazoada, contrária à natureza das coisas, não deveria obrigar quem quer que fosse, não deveria estar no mundo jurídico e nem mesmo no mundo dos fatos. Onde não há lógica, não há direito.

Um observador atento notará que a essência do PL 122 já está sendo implantado na sociedade brasileira, pois cada vez mais espaço e maior influência nos meios de comunicação de massa. Todos os dias os brasileiros recebem enxurradas, avalanches do contexto da PL 122, pela televisão (com especial destaque para as telenovelas, que há décadas vêm, deliberadamente, minando os valores mais caros à família brasileira), pela mídia escrita e eletrônica, cinema, teatro, literatura, música, e universidades, estes redutos do esquerdismo. Trata-se de anos e mais anos de deformação da opinião pública e de embotamento do senso crítico da população.

Aprovada o PL 122 a imoralidade que perverte homens e mulheres estará legalizada em nosso País, edificada sobre as cinzas do princípio da isonomia, este principio está consagrado no art. 5º, caput, da CF “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”. Também está disperso por vários outros dispositivos constitucionais, tendo em vista a preocupação da Carta Magna em concretizar o direito a igualdade.

O Projeto de Lei 122 criminaliza qualquer ação, opinião ou crítica que venha a ser interpretada como discriminação ou preconceito quanto ao homossexualismo no Brasil, com pena de 2 a 4 anos de prisão. Sendo assim, fere a liberdade religiosa e de expressão, direitos garantidos pela Constituição brasileira, expressas no artigo 5º, incisos 4, 6, 8 e 9. “Essa é uma lei vergonhosa, que finge proteger a prática homossexual, porém, sua intenção real é colocar uma mordaça na sociedade e criminalizar os que são contra o comportamento homossexual.

Com essa lei querem atingir as famílias, as questões religiosas e a liberdade de expressão”, o artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros. A proposta desta lei tentará se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é orientação sexual. Esta é primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.

É inconstitucional o artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos. Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.

É um descalabro o artigo 8º- A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos. Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia. No artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos. O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir "constituiu efeito de condenação".


Aqui está o dispositivo legal da lei que permite que católico e evangélico sejam processados e presos, o artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica. Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual, cabendo até a apreensão da Bíblia bem como os seus detentores, ou seja Pastor e Padre serão algemados, presos por policiais como criminosos por não cumprirem a lei.

É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais.

A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.

Quero afirmar aqui que caso seja aprovada o PL 122 no Brasil não temerei, serei preso e morto se for necessário defendendo Jesus Cristo, lutarei e que muitos de nós lutaremos até o último de nossos soldados e representantes da Nação Celestial, pois amamos os pecadores, mas não aceitamos a prática do pecado, e desejamos ter liberdade de expressão defendendo a bíblia, sou contra a violência a homossexuais, mas desaprovamos conduta homossexual.

No entanto temos ainda uma oportunidade de impedir que a PL 122 seja aprovada, para isso conclamo aqui de público a você internauta para ajudar nessa luta em favor da família e da liberdade de expressão.

Entre no site www.senado.gov.br/senadores e envie para os representantes do seu estado: "Sr. Senador, rejeite o PL122/2006. Em favor da família, em favor da liberdade de expressão e abaixo a pedofilia." Quem desejar pode ainda enviar esse pedido para os senadores dos demais estados da federação.

Precisamos nos unir como Exército de Deus aqui na Terra, Evangélicos e Católicos e mesmo aqueles que não são religiosos estão convocados como aliados para juntos nessa batalha pela liberdade de expressão no Brasil, algo comum a todos nessa Nação.

Que essa palavra viva seja instrumento para alertar a sociedade dos perigos que nos cercam, hoje e sempre, amém!

Portal MK com informações 45Graus/O Galileo

terça-feira, 24 de maio de 2011

A centenária D. Sinhá pede três gosl de presente de aniversário

São 100 anos de vida e de amor ao Atlético. O presente de aniversário que a mineira Leontina Lopes da Silva, a D. Sinhá pediu à família, foi uma visita à Cidade do Galo. Lá recebeu os cumprimentos e o carinho dos jogadores e do técnico Dorival Júnior.

D. sinha nasceu em Mariana MG em 1911e se mudou para a capital (Belo Horizonte) em 1930 quando passou a frenquentar o antigo estádio Antônio Carlos, no bairro de Lourdes.

Ela chegou ao CT (Centro de Treinamento) com a camisa do centenário do Galo, comemorado em 2008. Voltou pra casa feliz com o recém lançado uniforme do time, presente do presidente Kalil.

Não é que o Galo conseguiu dar a vitória com os três gols, de presente à sua torcedora, a gentil D. Sinhá?
D. sinhá nós que a conhecemos,  te amamos muito.
senhorinha

imagens do jornal Super de sábado, 21 de maio 2011.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Polêmico exame de sangue poderá informar a expectativa de vida da pessoa

O teste, que mostra quanto o indivíduo está envelhecendo biologicamente, custará US$ 700 e poderá ser feito a partir do ano que vem

http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/polemico_exame_de_sangue_podera_informar_a_expectativa_de_vida_da_pessoa

Material infantil de Missões Estaduais - 2011 (Minas Gerais)

O material infantil de Missões Estaduais 2011 – Minas Gerais apresenta oito cultos que buscam atender aos desafios de ensinar a criança a fazer missões e a cuidar do meio ambiente, com uma oficina de sucata, sugestões culinária alternativa e mais. Com algumas adaptações os cultos podem ser usados em qualquer lugar do Brasil ou outro de fala portuguesa.


Confira no endereço abaixo:
http://batiskids.blogspot.com/p/missoes-estaduais-2011.html

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Capacitação para evangelismo de crianças



A Junta de Missões Nacionais fará para os batistas mineiros a capacitação em Belo Horizonte
DATA: 21 de maio

LOCAL: PIB de Belo Horizonte
ENDEREÇO: Praça Raul Soares, 203 - Centro
VALOR: R$ 50,00 - com kit infantil
                 R$ 15,00
CONTEÚDO: A arte de contar história e conteúdo do programa de evangelização de crianças.
http://www.missoesnacionais.org.br/publicacao.asp?codCanal=11&codigo=95&codigo_pai=13


Por que evangelizar crianças?

São diversas as razões pelas quais devemos começar um movimento de evangelização e discipulado de crianças, mas é importante ressaltar algumas:
1. Uma criança convertida tem a vida inteira para amar e servir ao Senhor Jesus.
2. Uma criança convertida tem significativamente reduzida a possibilidade de envolvimento com vícios que destroem a sua vida e apodrecem a sociedade, como o álcool, as drogas e a imoralidade.
3. Uma criança convertida abre portas importantes para a evangelização de sua família.

Congressos e Treinamentos
Sendo o objetivo principal do programa a conquista das crianças do Brasil, foi elaborado um plano, visando à capacitação das igrejas para a evangelização, integração e discipulado. Para uma conquista permanente de crianças para Jesus, é necessário também inseri-las no processo de educação cristã missionária, a fim de que se tornem aptas para cumprir sua missão no mundo. Crianças do Brasil salvas, e crianças salvas que se tornem crianças missionárias - este é o principal objetivo.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

O Desafio de ser e Mãe

Ser mulher num mundo marcado pela masculinidade é um desafio! Ser mulher e mãe, além de um desafio, é um ato heróico! Neste dia, celebramos, em gratidão e reconhecimento, o dia das mães. Nosso coração se volta para essas heroínas que, num ato de amor, “empresta” seu corpo para que outro ser venha à existência. Esse amor abnegado revela-nos a existência de um amor maior, perfeito e sublime, concretizado em Jesus. Aprendemos a amar e a sermos amados nesse relacionamento materno. O amor materno aponta para o cuidado de Deus para conosco.

Ser mãe é uma árdua e sublime missão doada pelo criador eterno. É um exercício constante de amor, abnegação, bravura, carinho, cuidado, competência, coragem, desempenho, força, maternidade, profissionalismo, submissão, ternura, e zelo. Tudo isso vem no “pacote” mãe. Sua jornada de trabalho é extenuante. Contudo, o desafio de ser mãe, de gerar no seu ventre a vida, amamentando-a, enobrece, dignifica e a eleva sobre todos os seres da Terra. O privilégio de ser mãe é uma dádiva divina, que conhece e reconhece esse sentimento de doação.

Ser mãe é desafiar a vida! É lutar pela sobrevivência de si e dos seus, enfrentando os desatinos de uma sociedade competitiva e discriminatória. O desafio de ser mãe e esposa, compartilhando com o marido e com os filhos, o amor, a construção do lar, a educação dos filhos, e a formação espiritual e social deles, como cidadãos, investir em si mesma, sem perder a dimensão de seus sonhos e, ainda, ter sobre seus ombros, a responsabilidade de edificar a sua casa com sabedoria, como preceitua a Bíblia; “Toda mulher sábia edifica sua casa; a insensata, porém, com as mãos a derruba” (Prov.14.1).

Que Deus abençoe ricamente a todas as mães, não somente nesta data, bem como em todos os dias de sua existência. Que Ele ilumine-as a cada dia, com sabedoria e discernimento, para que possa desempenhar o papel mais sublime e sagrado, o papel de ser mãe, o papel de aceitar todos os desafios e de vencer todas as barreiras! Que Deus conceda a vitória e que seus filhos sejam obedientes e amorosos, reconhecendo sua importância e dignidade.

Parabéns a todas as mães!
Pr. Wagno Alves Bragança

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Boa música na Memorial

Todos são convidados para a apresentação da música Chacone D minor de J. S. Bach em vibrafone, pelo aluno João Paulo Drumond do 8º período do curso Bacharelado em Percussão da UFMG.
Domingo 24 de abril 10h na igreja Batista Memorial de Belo Horizonte
Rua Itapagipe, 13
Concórdia BH




João Paulo Drumond - Natural de Belo Horizonte, completa em julho o curso de graduação em música/habilitação percussão, pela Universidade Federal de Minas Gerais. Em 2010 Ganhou o 1° concurso jovem solista da Orquestra sinfônica de Minas gerais. Já participou de diversos festivais nacionais e internacionais de música. Aulas e master-classes com renomados percussionistas, tais como, Ángel Frette, Keiko Kotoku, Efrain Paniágua, etc.