terça-feira, 20 de abril de 2010

Exemplo de boa mãe, exemplo de bom filho


A saudosa Myrtes Mathias poetisa dos batistas brasileiros escreveu um poema que tem em seu corpo os seguintes versos:

“se queres dar-me uma flor
Faze-o antes que eu morra
Se queres hoje fazer o milagre
De um sorriso num rosto que chora
Não coloques flores sobre tumbas
Se queres dar-me uma flor faze-o agora..."
No dia 18 de abril de 2010 o cantor brasileiro Roberto Carlos perdeu sua querida mãe. Ela o apoiava e o acompanhava desde o início de sua carreira – bom exemplo de mãe.
Mas Roberto não precisará lhe fazer uma homenagem póstuma, porque fez enquanto sua mãe vivia – bom exemplo de filho. Na década de 70 ele fez e cantou pra ela uma música. Assim apresentou aos seus fãs Lady Laura que imediatamente dividiram com ela o amor que tinham pelo seu filho e com ele cantaram:
“Lady Laura
Me leve pra casa Lady Laura
Me conte uma história Lady Laura
Me faça dormir Lady Laura...”
Roberto tirou sua mãe do anonimato. Homenageando-a em vida com uma música, ele lhe deu mais do que ramalhetes de flores. Ele lhe deu a prova do seu amor de filho cumprindo um importante mandamento bíblico que está em Efésios 6.2-3 “Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.”

Letra completa:
Lady Laura
Roberto Carlos
Composição: Roberto Carlos/Erasmo Carlos

Tenho às vezes vontade de ser
Novamente um menino
E na hora do meu desespero
Gritar por você
Te pedir que me abrace
E me leve de volta pra casa
E me conte uma história bonita
E me faça dormir
Só queria ouvir sua voz
Me dizendo sorrindo
Aproveite o seu tempo
Você ainda é um menino
Apesar de distância e do tempo
Eu não posso esconder
Tudo isso eu às vezes preciso escutar de você

Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me conta uma história
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura

Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me abrace forte
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura

Quantas vezes me sinto perdido
No meio da noite
Com problemas e angústias
Que só gente grande é que tem
Me afagando os cabelos
Você certamente diria
Amanhã de manhã você vai se sair muito bem
Quando eu era criança
Podia chorar nos seus braços
E ouvir tanta coisa bonita
Na minha aflição
Nos momentos alegres
Sentado ao seu lado, eu sorria
E, nas horas difíceis
Podia apertar sua mão

Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me conta uma história
Lady Laura, me faça dormir

Lady Laura
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me abrace forte
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura

Tenho às vezes vontade de ser
Novamente um menino
Muito embora você sempre acha que eu ainda sou
Toda vez que eu te abraço e te beijo
Sem nada dizer
Você diz tudo que eu preciso
Escutar de você....


Nenhum comentário:

Postar um comentário